11/03/2024 às 13h43min - Atualizada em 13/03/2024 às 00h01min

Em plena forma física: o que tem por trás do desempenho de Cristiane Rozeira?

Trabalho complementar, personalizado, baseado em dados e com uso de tecnologia, conduzido desde 2019 por clínica pluridisciplinar em São Paulo, tem sido um dos fatores-chave para garantir não só alta performance como a longevidade da carreira da atacante, atualmente no Flamengo

Samanta Coelho
Divulgação


Cristiane Rozeira, aos 38 anos, é uma futebolista brasileira que atua como atacante no Flamengo e acumula uma trajetória mundialmente. Em  2012, tornou-se a maior artilheira do futebol feminino da história dos Jogos Olímpicos de verão, realizados em Londres. Na mesma competição, em  2016, no Rio de Janeiro, tornou-se a maior artilheira do futebol em Jogos Olímpicos, independente de gênero, com a marca de 14 gols. Com passagens por diversos clubes, depois de três anos no Santos, iniciou a temporada de 2024 no rubro-negro carioca. Inegável sua plena forma física. Mas o que será que tem por trás de seu bom desempenho?

Além de muita dedicação e, claro, talento, desde 2019, quando voltou para o Brasil, após um período atuando em times internacionais, e como contratada do São Paulo, a atleta faz um trabalho complementar, na clínica Move2Health, na capital paulista, respaldado pela Sow Sports, agência fundada em 2017, especializada no futebol feminino com foco em gestão integral carreira de atletas e comissão técnica, que assessora a carreira da atleta. 

Com apoio de tecnologia e de um time composto por diferentes especialidades, tem seu desempenho acompanhado de perto.  A cada seis meses são realizadas uma bateria de exames, incluindo a avaliação da capacidade cardiorrespiratória (o teste máximo de VO₂- ergoespirometria na esteira) e calorimetria para checagem do gasto energético em repouso e, desta forma, fazer os ajustes da parte nutricional. 

A avaliação da força muscular - dinamometria dos membros inferiores também é realizada periodicamente, para a prescrição de protocolos de exercícios em conjunto com o time de preparação física e também da seleção brasileira. 

Semanalmente ou ainda diariamente, quando necessário, é feito um controle do percentual de fadiga e o percentual de melhoria de desempenho, que permite dosar a quantidade de treinos que ela fará ao longo da semana. Isso é mensurado com o apoio de uma plataforma de contato, que fica à disposição de Cristiane onde ela estiver. Além disso, todas essas informações são correlacionadas com os dados de GPS que ela usa nos treinos e nos jogos. Isso é fundamental para que os ajustes possam ser realizados, dia a dia, e para que ela tenha performance.

“Atualmente, o time da Move2Health foca em trazer todos esses parâmetros colhidos e conciliar o máximo possível com a agenda do clube. Mas é um trabalho que, desde que nasceu em 2019, mudou muito minha carreira em termos de condicionamento físico e prevenção de lesões. São coisas que têm funcionado e eu tenho me adaptado muito bem e, principalmente, tem feito diferença para ter um tempo maior na carreira”, ressalta Cristiane.

Salete Coelho, diretora técnica da Move2Health, ressalta que os principais números que explicam o sucesso da atleta estão relacionados à sua capacidade física. Comparada a uma jogadora da mesma posição, Cristiane tem uma altura do salto muito maior e isto ajuda na sua velocidade em campo e também no cabeceio, um forte dela. “Seu bom condicionamento físico, aliado à sua experiência, foram cruciais para que ela conquistasse a “bola de prata”, em 2022, e para continuar jogando em alta performance, sendo inclusive convocada recentemente para seleção brasileira.

Outro destaque, segundo Salete, é a intensidade de Cristiane nos jogos, que é também um desafio. “Atuamos sempre para controlar a intensidade que a Cris aplica nos jogos, fazendo com que ela tenha uma boa recuperação pós-jogo e esteja sempre apta para jogar e continue sendo uma das maiores artilheiras do Brasil e do mundo. Além de mantê-la longe das lesões esportivas que são grandes desafios na carreira de qualquer jogadora de futebol”, complementa. 

Para Carolina Pohl, sócia da Sow Sports, um trabalho de preparação física mais próximo à jogadora torna mais acessível uma carreira de longa duração, com menos lesões, mais participação em campo e, consequentemente, mais resultados positivos. “Esses aspectos são muito valorizados e são parte importante da gestão da carreira de um atleta de alto rendimento”, explica Carolina. 

Benito Pedace, também sócio da Sow Sports, complementa que esse trabalho é fundamental para despertar a autorresponsabilidade e a ideia do quão essencial é cuidar-se sempre para estar bem mental e fisicamente. “Lá em 2019, poucos clubes tinham os equipamentos que a Move2Health disponibiliza. Inclusive, tudo isso conscientizou ainda mais a própria Cristiane, que investiu em equipamentos próprios.   Atualmente ela possui a sua própria plataforma de salto, bota de recovery, e outros equipamentos que ela carrega como acessórios fundamentais no dia a dia, assim como sua chuteira. Todo o trabalho que desenvolvemos não só com a Cris, mas com outras assessoradas é fazer com que tenham a autorresponsabilidade e a mente de atleta de que é essencial cuidar-se sempre para estar bem mental e fisicamente. E a parceria com a Move2Health acontece há anos justamente por esse alinhamento de pensamento entre as empresas, focando sempre no melhor para as atletas e o desenvolvimento do futebol feminino brasileiro”. 

 

 
Notícias Relacionadas »
Quer anunciar e
posicionar melhor
sua marca?
Clique para
divulgar já!🤝
Atendimento
Fale conosco pelo WhatsApp agora!