25/04/2024 às 20h01min - Atualizada em 26/04/2024 às 00h01min

Techno e música clássica: Jhonatan Ospina surpreende com gravação de set no Theatro Municipal de São Paulo

Sob a direção de Mateus Rigola, DJ colombiano que vem fortalecendo laços com a capital paulista apresenta sua obra mais ousada

Claudê Lopes
Divulgação


Dando sequência à série de gravações de sets em espaços culturais icônicos da cidade de São Paulo, Jhonatan Ospina superou todas as expectativas com um set incrível no clássico Theatro Municipal. Para a ocasião, o artista resolveu fundir o techno com a música erudita, em um resultado surpreendente. 

Eu quis explorar novas fronteiras musicais, trazendo um frescor e uma perspectiva única para o cenário da música eletrônica. Além disso, busquei quebrar o estereótipo do Theatro Municipal, que muitas vezes é associado apenas à ópera, e demonstrar que ele é, na verdade, uma casa aberta para todas as formas de arte de qualidade”, disse o DJ colombiano.

Para fazer a mistura com propriedade, o artista contou com a ajuda de August Miller III, ex-diretor do Boston Area Performing Arts Center, nos Estados Unidos, com passagens pela Metropolitan Opera of New York e a Boston Symphony Orchestra. Juntos, os dois escolheram composições de figuras renomadas, como Carl Orff, Chopin, Vivaldi e Richard Strauss.

São obras que representam a grandiosidade e a beleza intemporal da música clássica. Na parte dedicada ao techno, incluí três faixas de minha autoria. Além disso, fiz questão de incluir ‘Rumi’, de Giorgia Angiuli, uma artista que sou fã, e em quem, curiosamente, percebo várias semelhanças entre sua arte e a música clássica, como a complexidade melódica e a expressão emocional”, complementou.

Com 48 minutos, a gravação mostra Jhonatan Ospina fazendo seu tradicional set híbrido, no qual discoteca ao mesmo tempo em que controla frequências sonoras a partir do theremini — synth da Moog que corresponde a uma versão moderna do theremin, um dos primeiros instrumentos eletrônicos criados. Além do vídeo disponível no canal do YouTube do artista, a House Attack Radio fará uma transmissão ao vivo no dia 26 às 9.00pm EST e disponibilizará a versão podcast no canal oficial deles, neste link.

Durante 14 horas consecutivas, as filmagens foram dirigidas por Mateus Rigola, renomado cineasta e fotógrafo que já trabalhou com nomes como Zé Felipe e Virgínia, Hungria, Péricles e Nando Reis, MC Guimê, Dennis DJ, Kevinho e Gusttavo Lima. O processo de produção completo, no entanto, levou três meses para ser concluído, envolvendo 20 profissionais.

A conceituada artista plástica colombiana baseada em Miami, Laura Zapata, foi responsável pelo design e figurino, enquanto a empresa Fiducia Eventos foi responsável pelo fornecimento e instalação dos equipamentos de áudio, e pela captação de som direto.

Inaugurado em 1911, o Theatro Municipal de São Paulo é um dos cartões postais da cidade e considerado um dos mais importantes teatros de todo o país. Projetado por Ramos de Azevedo, Claudio Rossi e Domiziano Rossi, traz um estilo arquitetônico eclético, inspirado na Ópera de Paris, e semelhante ao dos mais conceituados teatros do mundo. O edifício teve importância histórica em 1922, quando foi palco da Semana de Arte Moderna, que deu início ao movimento modernista no Brasil.

Com apoio da Spcine e da São Paulo Film Comission, a performance no Theatro, portanto, foi a iniciativa mais ousada do projeto de lives de Ospina, que passam não apenas por apresentar a música eletrônica em ambientes inesperados, como também por fortalecer seus vínculos com a cena techno de São Paulo.

Anteriormente, o DJ gravou apresentações no Hotel Selina e na Vila Itororó.

Tracklist
- Carmina Burana Remix - Y do I
- Sound of Silence (Original Mix) - Droplex, Peku
- Lilith (Original Mix) - 800HZ (IR), Bobt
- Chopin Nocturne 20 (Trance Remix)
- Simulation Two (Original Remix) - Kreisel, Monococ
- Distropia (Original Mix) - Asco, FaderX
- Ravers Nature - Jhonatan Ospina
- Rumi - Giorgia Angiuli
- Dead Space (Original Mix) 
- Tombeau de Vivaldi
- Bending Tremolos (Original Mix) - Samuel L Sessio
- Amnesia (Original Mix) - Ramiro Lopez 
- Ressurraction (Space Club) - PPK
- Ventilator - Jhonatan Ospina
- Confusion - Jhonatan Ospina
- Also Sprach Zarathustra - Op. 30 - Richard Strauss
- Vivaldi Winter n 1 - EduTry

Ficha técnica
Direção: Mateus Rigola
Produção Executiva: Fabio Lasalvia
Captação de Áudio: Felipe Pereira
Curador Musical: August Miller III
Câmera: Gil Viana
Câmera: Hebert Duarte
Câmera: Luan Raphael
Câmera: Ingridy Castro
Assistente de Câmera: Desiree Vasconcelos
Assistente de Câmera: Thiago Rosa
Elétrica: Jailson Lessa
Making of: Alef Santz
Edição e Colorização: Mateus Rigola
Figurinista: Laura Zapata
Maquiador: Marcos Cremasco
Cabeleireiro: José Ozimar “Ozzy”
Transporte: Bruno Fechamento
Transporte: Alexandro Motta
Apoio: House Attack Radio
Apoio: LZ Urban Style
Apoio: Fiducia Eventos

Sobre Jhonatan Ospina
Nascido na Colômbia, baseado nos Estados Unidos e frequentemente ativo em São Paulo, Jhonatan Ospina é um dos nomes mais autênticos do cenário techno global.

Com suas apresentações híbridas únicas, em que chama a atenção pelo controle do theremini — synth da Moog que corresponde a uma versão moderna do theremin, um dos primeiros instrumentos eletrônicos criados, no qual os gestos das mãos são captados por sensores e convertidos em sons —, produzindo uma combinação de batidas pulsantes e envolventes com elementos melódicos cativantes.

Sua abordagem musical, que passeia por vertentes como techno melódico, minimal e progressive techno, é caracterizada por uma mistura de ritmos poderosos e texturas sonoras profundas, criando uma atmosfera hipnótica, profunda, emocionante e significativa na pista de dança.

https://www.youtube.com/watch?v=CuIfcH6eNKc

=> Instagram @jhonatanospina_official.

#claudelopes70 #jhonatanospina #theatromunicipalsp 

Notícias Relacionadas »
Quer anunciar e
posicionar melhor
sua marca?
Clique para
divulgar já!🤝
Atendimento
Fale conosco pelo WhatsApp agora!