06/06/2024 às 14h22min - Atualizada em 09/06/2024 às 00h03min

Chef do Mangue Seco faz jantar brasileiro de oito tempos em Montreal

Menu foi oferecido pela Câmara de Comércio Brasil Canadá durante a Sial, maior feira alimentícia do país

Camilla Guimarães
CCBC Câmara de Comércio Brasil Canadá
CCBC Câmara de Comércio Brasil Canadá


28 de maio de 2024. Quando se podia imaginar que uma chef brasileira pouco conhecida no cenário da gastronomia nacional, dona de um restaurante intimista na pequena vila de Mangue Seco, no extremo norte da Bahia, seria convidada para executar um menu de oito tempos em Montreal, no Canadá? O improvável aconteceu. E com a delicadeza de sua arte ela conquistou o paladar dos canadenses e ainda trouxe novas oportunidades de negócios para o Brasil.
 
A convite da Câmara de Comércio Brasil Canadá (CCBC), a chef Camilla Guimarães, do Restaurante Na Cajazeira, recebeu o desafio de criar e executar um menu com base em produtos brasileiros exportados para o Canadá: carne bovina, açaí, castanha da Amazônia, mandioca, tapioca, leites vegetais, café e méis orgânicos. Entre os pratos apresentados, o grande destaque foi o cupim do sol ao molho de açaí acompanhado de tartare de banana. Vale notar que é raríssimo encontrar cupim no Canadá. Ainda que haja gado da raça nelore por lá, a corcova de onde se tira esse corte é formada pela pastagem em terreno montanhoso, o que não acontece no país. Um frigorífico especializado em cortes bovinos brasileiros, situado em Québec, conseguiu importar o cupim que foi servido na noite “Saveurs Brésilliennes” (Sabores Brasileiros) comandada pela chef como parte da programação da Sial, maior feira alimentícia do Canadá que acontece uma vez por ano.
 
O jantar, comandado nesta edição pela chef Camilla em parceria com o chef Lawrence Tomlinson, aconteceu no dia 14 de maio no restaurante “Jesuis Le Enfant Terrible”. O menu refletiu a diversidade de origem dos chefs: Camilla é paulistana, descendente de portugueses e filha de sergipanos. Já Lawrence é canadense com ascendência jamaicana. Ambos, inclusive já participaram de realities shows em seus países. Lawrence ficou conhecido no Canadá por participar do “Chefs de bois”, competição gastronômica em meio a floresta que mistura culinária e sobrevivência na selva. Já a chef Camilla integrou o Masterchef 10 no ano passado.
 
O menu
No menu, foram servidos bolinho de arroz de coco com camarão e geleia de pimenta de acerola; tataki de filé ao ponzu de café, cacau cristalizado e mel de bracatinga; salada de abacate tostado e emulsão de castanha do Brasil; folheado de berinjela defumada e mel fermentado com castanhas, chutney de tomate e ricota de caju; cupim do sol ao molho beurre blanc de açaí com farofa de cuscuz e tartare de banana; terrine de macaxeira ao camarão confitado com acerola, molho de moqueca e iogurte de coco; choux cream de chocolate e castanha; e cannolli de açaí com castanha do Brasil.
 
 
Sobre a Sial
Parte da saga do evento reside na logística. Além de içar a chef da remota vila de pescadores, a CCBC levou todos os ingredientes e seus representantes comerciais para a feira internacional. O evento aconteceu entre os dias 15 e 17 de maio onde expositores brasileiros apresentaram uma vasta oferta de superalimentos, demonstrando o grande potencial da produção do país. De lá, saíram acordos e negócios entre os dois países. Um dos maiores varejistas canadenses, o IGA Supermarket, pôde conhecer os produtos durante o jantar idealizado pela chef Camilla e oferecido pela Câmara de Comércio para exportadores brasileiros e varejistas canadenses.
 
Onde encontrar
Para não deixar ninguém no Brasil com água na boca, parte do menu pode ser apreciado no restaurante “Na Cajazeira”, da chef Camilla Guimarães, instalado no Mangue Seco (BA). Chegar lá é uma aventura cercada de charme. A partir da Rodovia Linha Verde, que atravessa a turística Costa dos Coqueiros, o visitante deve ir até o povoado do Pontal, em Indiaroba (SE). De lá, basta pegar um barco para atravessar o rio Real até o vilarejo do Mangue Seco. Chegando lá, procure por um pé de cajá. O restaurante fica em frente a uma formosa cajazeira, na centenária casa branca de janelas azuis onde morou a personagem Perpétua, na novela Tieta, exibida em 1989.
 
 
Chef Camilla Guimarães
@chef.camillaguimaraes
[email protected]
+55 79 996016495
 
Na Cajazeira Restaurante
Mangue Seco (BA)
@nacajazeira
[email protected]
+55 79 999432935


https://photos.app.goo.gl/kSPts89jgP88hdax5
 

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
CAMILLA GUIMARAES MONTEIRO
[email protected]

Notícias Relacionadas »
Quer anunciar e
posicionar melhor
sua marca?
Clique para
divulgar já!🤝
Atendimento
Fale conosco pelo WhatsApp agora!