10/07/2023 às 18h56min - Atualizada em 11/07/2023 às 12h01min

No Teatro Itália-Bandeirantes

Cia Bípede de Teatro Rupestre

Redação

Arthur Maia

Noites Brancas, envolvente história de Fiódor Dostoiévski adaptada para o teatro, chega ao Teatro Itália-Bandeirantes no dia 14 de julho

A Cia Bípede de Teatro Rupestre traz os intensos e profundos sentimentos de Sonhador e Nástienka em uma brincadeira entre literatura e realidade nessa adaptação do livro para o palco em curta temporada


A Cia Bípede de Teatro Rupestre apresenta Noites Brancas, uma adaptação teatral do romance de Fiódor Dostoiévski. O espetáculo mantém a poética original do autor, proporcionando uma experiência única que combina literatura e realidade.

 

A ideia de criar uma nova montagem para essa obra icônica surgiu de uma inquietação do diretor Felipe Sales. “Na primeira leitura, me incomodou o caráter patético do ideal romântico que o livro retratava. E conforme o processo se estabeleceu, me chamou também a atenção que o próprio Dostoiévski satiriza esse ideal romântico no conto que escreveu. O que era então um trabalho subversivo, passou a ser um trabalho de escavar em Dostoiévski a sátira e a crítica que ele mesmo escondeu embaixo de camadas de romantismo”, conta o encenador.

 

O espetáculo narra a história de Sonhador e Nástienka, dois personagens ultrarromânticos que se encontram à beira do rio Nievá, em São Petersburgo. Sonhador busca algo significativo em sua vida solitária, enquanto Nástienka espera pelo retorno de seu grande amor prometido há um ano. Durante quatro noites, o público testemunhará o encontro desses personagens e a emergência de seus sentimentos iluminados pelas estrelas e pelo sol das noites brancas, um fenômeno que torna o céu claro na madrugada da primavera.

 

A peça traz uma abordagem mais moderna ao adaptar essa obra de Dostoiévski num espetáculo que transita entre momentos de narração e momentos em que os personagens ganham vida no palco. “A Companhia Bípede de Teatro Rupestre surge com a proposta de desconstruir a literalidade imposta ao palco pelas gerações mais novas. Resolve a grande quantidade de personagens com apenas dois atores que ficam em cena durante 80 minutos confinados dentro de uma área cênica delimitada. Entram na primeira vez em que aparecem e quando saem, não voltam mais. É uma peça difícil do ponto de vista da atuação e requer atores habilidosos e bem ensaiados. Dostoiévski é verborrágico e decidimos manter sua verborragia em cena. A encenação, neste sentido, foca no trabalho dos atores e em sua capacidade de criar imagens com poucos recursos cênicos e lidando com as dificuldades de uma escrita a lá Dostoiévski”.

 

“O jogo com a palhaçaria nos ajuda a grifar o sarcasmo e a ironia das cenas e das falas. O final da peça é romanticamente trágico e não é de nosso interesse torná-lo sofrido. Preferimos lidar com ele de forma leve e poética”, acrescenta o diretor.

 

Ficha Técnica 

Cia. Bípede de Teatro Rupestre

Direção: Felipe Sales

Elenco: Alana Oliveira e Thiago Winter.

Operador de Luz : Rafael Inácio e Junior Docini

Preparadora Corporal: Mariana Matanó

Cenografia e Figurinos: Cia. Bípede 

Diretora de Produção: Mili Slikta

Produtor Executivo: Arthur Maia 

Realização: Cia. Bípede 

Produção: AHCM ENTRETENIMENTO

 

Sobre a Companhia: 

Em 2020, estudantes do Célia Helena Centro de Artes e Educação se juntam para montar PEQUENOS BURGUESES de Máximo Gorki. Daí surge um grupo. O nome vem mais adiante a partir de uma proposta ética-estética. Bípede pois é formada por gente diversa e que não se contém em ficar em um só lugar. Bípede é dizer que somos andarilhos. O teatro rupestre é uma proposta estética e ética para o trabalho teatral. Significa buscar fazer teatro com o que se tem disponível. Distanciamo-nos do que é literal e desenvolve imaginativamente e ludicamente espetáculos teatrais. Enxergarmos tudo que é desnecessário, utilizarmos a imaginação para ver que toda a cidade de São Petersburgo pode ser um banco e uma escada. Um inquilino pode ser um paletó no cabide. Estrelas, apenas bolinhas penduradas ao teto.

 

Serviço 

Noites Brancas - Com Cia. Bípede de Teatro Rupestre

Teatro jovem 

 

Data: de 14 de julho a 27 de agosto, às 17h30, às sextas, sábados e domingos.

 

Sessão para convidados: dia 13 de julho, às 17h30.

 

Local: Teatro Itália-Bandeirantes: Av. Ipiranga, 344 - República. 

Classificação indicativa: 12 anos 

Ingressos: R$ 60 

Duração do espetáculo: 80min 


 


Notícias Relacionadas »
Quer anunciar e
posicionar melhor
sua marca?
Clique para
divulgar já!🤝
Atendimento
Fale conosco pelo WhatsApp agora!