11/07/2023 às 11h41min - Atualizada em 13/07/2023 às 00h01min

67ª edição do Prêmio APCA, da Associação Paulista de Críticos de Arte, será realizada no dia 17 de julho no Teatro Sérgio Cardoso

A associação concede anualmente o Prêmio APCA, reconhecendo e premiando os destaques nas diversas categorias artísticas. Essa premiação é considerada uma das mais importantes do cenário cultural brasileiro e tem influência na divulgação e valorização de artistas e produções artísticas

maria fernanda teixeira

acervo pessoal
67ª edição do Prêmio APCA, da Associação Paulista de Críticos de Arte,
será realizada no dia 17 de julho no Teatro Sérgio Cardoso

A associação concede anualmente o Prêmio APCA, reconhecendo e premiando os destaques nas diversas categorias artísticas. Essa premiação é considerada uma das mais importantes do cenário cultural brasileiro e tem influência na divulgação e valorização de artistas e produções artísticas.

No dia 17 de julho, segunda-feira, a partir das 20h, o Teatro Sérgio Cardoso, equipamento da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas com gestão da Amigos da Arte, recebe a cerimônia de premiação da 67ª edição do Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), destinado a artistas que se destacaram em 2022 nas categorias de Arquitetura, Artes Visuais, Cinema, Dança, Literatura, Música Popular, Rádio, Teatro, Teatro Infanto-Juvenil e Televisão.

A Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) é uma instituição cultural sediada na cidade de São Paulo. Fundada em 1951, tem como objetivo promover a reflexão crítica sobre as artes e incentivar a produção cultural no estado.

Composta por críticos de arte, jornalistas e profissionais da área cultural que atuam em diversos campos, como artes visuais, cinema, teatro, música, dança, literatura, arquitetura, televisão e rádio, os membros da Associação são responsáveis por analisar e avaliar obras, eventos e produções artísticas, além de promover debates, encontros e premiações relacionadas às diferentes áreas da arte.

"A APCA desempenha um papel significativo na cena cultural de São Paulo, contribuindo para o desenvolvimento e o diálogo crítico no campo das artes, além de estimular o público a apreciar e refletir sobre as diversas manifestações artísticas presentes na cidade e no estado", diz Fernanda Teixeira, Presidente da APCA.

"Um privilégio reunirmos no Teatro Sérgio Cardoso, espaço público e com tanta história para contar, mais uma edição do Prêmio APCA", disse Glaucio Franca, diretor-geral da Amigos da Arte. "Quero aproveitar e fazer um agradecimento à direção do prêmio e também à nossa equipe do Teatro, responsável por esse encontro tão especial de premiação, mas principalmente de reconhecimento da importância da arte e da cultura brasileira".

Lista de vencedores de 2022

ARQUITETURA
Melhor obra de arquitetura
MUSEU DO IPIRANGA, por H+F Arquitetos (Pablo Hereñu e Eduardo Ferroni)
Homenagem pelo conjunto da obra
EDUARDO DE ALMEIDA
Investigação tecnológica
HELIO OLGA
Revelação
CASA DOS TERRAÇOS CIRCULARES, por Denis Joelsons
Urbanidade
REQUALIFICAÇÃO URBANA E AMBIENTAL DA ORLA DA ILHA COMPRIDA, por Boldarini Arquitetos Associados (Marcos Boldarini e Lucas Nobre)
Votaram: Fernando Serapião, Francesco Perrotta-Bosch, Gabriel Kogan, Hugo Segawa, Luiz Recaman, Maria Isabel Villac, Monica Junqueira de Camargo, Renato Anelli
 
ARTES VISUAIS
Exposição Nacional
LIUBA, CORPO INDOMÁVEL - MUBE
Retrospectiva
RUBEM VALENTIM – SAGRADA GEOMETRIA – Pinakotheke Cultural
Difusão de Arte Brasileira no Exterior
CYNTHIA GARCIA
Destaque do Ano
EXPOSIÇÃO IMERSIVA: REVISITANDO PORTINARI - MIS Experience
Exposição Internacional
RINOCERONTE: CINCO SÉCULOS DE GRAVURAS DO MUSEU ALBERTINA – Instituto Tomie Ohtake
Fotografia
PENNA PREARO – LABIRINTOS REVISITADOS – Sesc Bom Retiro
Percurso Visual
JUDITH LAUAND – MASP
Grande Prêmio: Personalidade do ano
EMANOEL ARAUJO (in Memorian)
Votaram: Antonio Zago, Bob Sousa, Claudio Sitrângulo, Dalva de Abrantes, José Henrique Fabre Rolim, João J.Spinelli e Silvia Balady
 
CINEMA
Filme
“SEGREDOS DO PUTUMAYO”, de Aurélio Michiles
Direção
GABRIEL MARTINS, por “Marte Um”
Melhor Ator
GABRIEL LEONE, por “Eduardo E Mônica”
Melhor Atriz
ALICE BRAGA, por “Eduardo E Mônica”
Fotografia
BRUNO GULARTE BARRETO, BRUNO POLIDORO E TIAGO COELHO, por “5 Casas”
Roteiro
PEDRO DIÓGENES, por “Pajeú”
Grande Prêmio Do Júri
ANA CAROLINA, pelo Experimentalismo do Filme Paixões Recorrentes
Votaram: Bruno Carmelo, Flávia Guerra, Luiz Carlos Merten, Orlando Margarido e Walter Cezar Addeo
 
DANÇA
Espetáculo / Estreia
MOTRIZ, Balé da Cidade de São Paulo, concepção e coreografia de Cassi Abranches
Espetáculo / Não Estreia
IKU – UM DIA A MORTE ACOLHERÁ ORÍ (videodança), Núcleo Ajeum
Coreografia / Criação
Lia Rodrigues, Leonardo Nunes, Carolina Repetto, Valentina Fittipaldi, Andrey da Silva, Larissa Lima, Ricardo Xavier, Joana Lima, David Abreu, Matheus Macena, Tiago Oliveira e Raquel Alexandre, pela Criação de “Encantado”, COMPANHIA LIA RODRIGUES DE DANÇAS
Interpretação
IRUPÉ SARMIENTO, por “Mercúrio”
Prêmio Técnico
ADRIANA HITOMI e ROBERTO ALENCAR, pelo Figurino de “O Olho da Agulha”, do Laboratório Siameses
Projeto / Programa / Difusão / Memória
MÚLTIPLA APRESENTA CIAS DE DANÇA DE SP, projeto do Múltipla Cias de Dança SP
Prêmio Especial
TEMPORADA DE DANÇA DO TEATRO ALFA, em seus 19 anos, sob programação de Fernando Guimarães, por seu papel na formação de plateias e divulgação da dança brasileira e internacional em São Paulo
Votaram: Henrique Rochelle, Iara Biderman e Yaskara Manzini
 
LITERATURA
Romance
“VIA ÁPIA”, de Geovani Martins (Companhia das Letras)
Contos
“EU JÁ MORRI”, de Edyr Augusto (Boitempo Editorial)
Poesia
“ARARAS VERMELHAS”, de Cida Pedrosa (Companhia das Letras)
Tradução
“BEOWULF”, por Elton Oliveira Souza de Medeiros (Editora 34)
Ciências Humanas
“ADEUS, SENHOR PORTUGAL”, de Rafael Cariello e Thales Zamberlan Pereira (Companhia das Letras)
Ensaio
“DO TRANSE À VERTIGEM”, de Rodrigo Nunes (Ubu Editora)
Infantil
“SILÊNCIO”, de Alexandre Rampazo (Rocco)
Votaram: Maria Fernanda Teixeira, Ruan de Sousa Gabriel e Ubiratan Brasil
 
MÚSICA POPULAR
Grande Prêmio da Crítica
MILTON NASCIMENTO
Artista Do Ano
RATOS DE PORÃO
Disco Do Ano
“ALTO DA MAravilha”, de Russo Passapusso, Antonio Carlos e Jocafi
Show do Ano
ANA CAÑAS CANTA BELCHIOR
Artista Revelação
RACHEL REIS
Produção
ANELIS ASSUMPÇÃO pelo álbum “Sal”
Projeto Especial
A ESPETACULAR CHARANGA DO FRANÇA
Votaram: Adriana de Barros, Alexandre Matias, José Norberto Flesch, Marcelo Costa, Pedro Antunes, Roberta Martinelli e Tellé Cardim
 
RÁDIO
Grande Prêmio da Crítica
SILVIO DI NARDO (in memorian)
Valorização do Rádio
USP FM. 100 Anos do Rádio – Cido Tavares (apresentação e produção sonora)
Melhor Programa
QUEM AMA, NÃO ESQUECE – Band FM
Apresentação
PAULO GALVÃO – Madrugada CBN
Produção
SILVANIA ALVES - O Pulo do Gato / Rádio Bandeirantes
Podcast
MANO A MANO, com Mano Brown (Spotify)
Produção e apresentação musical:
FABIANE PEREIRA. Nova Brasil FM e site Papo de Música.
Votaram: Fausto Silva Neto, Marcelo Abud e Fabio Siqueira.
 
TEATRO
Espetáculo
“BRENDA LEE E O PALÁCIO DAS PRINCESAS”
Direção
KLEBER MONTANHEIRO por “Tatuagem”
Dramaturgia
DIONE CARLOS, por “Cárcere ou Porque As Mulheres Viram Búfalos”
Ator
CLAYTON NASCIMENTO por “Macacos”

Atriz
INÊS PEIXOTO por “Órfãs de Dinheiro”

Prêmio Especial
MARINA TENÓRIO e RUY CORTEZ – “Díptico - A Semente da Romã / As Três Irmãs”, apresentadas de forma simultânea
Grande Prêmio Da Crítica
ANA LÚCIA TORRE pela inestimável contribuição ao teatro evidenciada em sua atuação em “Longa Jornada Noite Adentro”
Votaram: Celso Curi, Edgar Olimpio de Souza, Evaristo Martins de Azevedo, Ferdinando Martins, Gabriela Melão, José Cetra, Kyra Piscitelli, Márcio Aquiles, Miguel Arcanjo Prado, e Vinicio Angelici.
 
TEATRO INFANTO-JUVENIL
Grande Prêmio Da Crítica
CIA. PEQUOD, pelas inovações nas montagens de dois clássicos, “Pluft” e “Pinóquio”
Categoria Especial
“O MUSICAL DA PASSARINHA”, pela proposta de dramaturgia e encenação inclusivas, da agência dramātika, com direção de Emílio Rogê
Melhor Elenco
“MOMO E O SENHOR DO TEMPO”, com Camila Cohen, Eric Oliveira, Ernani Sanchez, Fabrício Licursi, Victor Mendes e Thiago Amaral (stand-in)
Melhor Palhaçaria
“DETETIVES DO ESPAVÔ”, com os grupos Esparrama e Trupe du Navô
Melhor Livre Adaptação
“CARO KAFKA”, da Cia. Elevador de Teatro Panorâmico, por Carla Kinzo e Marcos Gomes
Melhor Direção
Empate entre THAÍS MEDEIROS por ”Jogo de Imaginar e O Muro de Sam” e KIKO MARQUES por “Do Que São Feitas as Estrelas e O Monstro da Porta da Frente”.
Votaram: Dib Carneiro Neto, Gabriela Romeu e Júlia Rodrigues
 
TELEVISÃO
Novela
“PANTANAL” – Bruno Luperi (TV Globo)
Atriz
ISABEL TEIXEIRA – Pantanal (TV Globo)
Ator
OSMAR PRADO – Pantanal (TV Globo)
Série Drama
“MANHÃS DE SETEMBRO” - Temp.2 (Prime Video)
Série Comédia
“ENCANTADOS” (Globoplay)
Documentário / Série Documental
“ESCOLA BASE-UM REPÓRTER ENFRENTA O PASSADO” (Globoplay)
Variedades
“ALTAS HORAS” (TV Globo)
Votaram: Cristina Padiglione, Edianez Parente (exceto Documentário), Fabio Maksymczuk, Leão Lobo e Tony Goes

Serviço
APCA
Temporada: Dia 17 de julho, segunda-feira, a partir das 20h
Teatro Sérgio Cardoso – Rua Rui Barbosa, 153, Bela Vista
Instagram | Facebook | Site 

Sobre o Prêmio APCA
É um prêmio brasileiro criado em 1956 pela Associação Paulista de Críticos Teatrais (atual Associação Paulista de Críticos de Arte) com foco em doze áreas de expressão artísticas: Arquitetura, artes visuais, cinema, dança, literatura, moda, música erudita, música popular, rádio, teatro, teatro infantil e televisão. É reconhecido como a mais tradicional e expressiva premiação brasileira na área de cultura.

Sobre a Amigos da Arte
A Amigos da Arte, Organização Social de Cultura responsável pela gestão do Teatro Sérgio Cardoso, Teatro Sérgio Cardoso Digital e Teatro de Araras, além do Mundo do Circo SP e da plataforma de streaming e vídeo por demanda CulturaEmCasa,  trabalha em parceria com o Governo do Estado de São Paulo e a iniciativa privada desde 2004. Música, literatura, dança, teatro, circo e atividades de artes integradas fazem parte da atuação da Amigos da Arte, que tem como objetivo fomentar a produção cultural por meio de festivais, programas continuados e da gestão de equipamentos culturais públicos. Em seus mais de 18 anos de atuação, a Organização desenvolveu cerca de 60 mil ações que impactaram mais de 30 milhões de pessoas.

 


Notícias Relacionadas »
Quer anunciar e
posicionar melhor
sua marca?
Clique para
divulgar já!🤝
Atendimento
Fale conosco pelo WhatsApp agora!