24/03/2023 às 19h07min - Atualizada em 25/03/2023 às 00h00min

10 dias após aprovação do plano de recuperação, China libera Frigorífico Redentor para exportação

Abate em nova escala deve triplicar o faturamento de frigorífico localizado em Guarantã do Norte

SALA DA NOTÍCIA ANA PAOLA CARLINI
ÍconePress Assessoria de Imprensa

Divulgação
O governo chinês suspendeu o embargo à importação de carne bovina produzida no Brasil. O anúncio beneficiará diretamente o Grupo Redenção, que teve seu plano de recuperação judicial aprovado há 10 dias. Sua principal unidade industrial, o Frigorífico Redentor, localizado em Guarantã do Norte - MT foi recadastrado para exportar para o país asiático, maior consumidor do mundo de carne bovina. As exportações estavam suspensas desde julho de 2022, por motivos diversos.   
 
De acordo com o advogado da recuperação judicial, Euclides Ribeiro da ERS Advocacia, a aprovação do plano de RJ pela quase unanimidade dos credores colaborou para dar credibilidade ao grupo no mercado. “Parabéns aos trabalhadores, aos credores e todos envolvidos, que mostraram a força da indústria de Mato Grosso. Agora é hora de arregaçar as mangas e trabalhar para alimentar o mundo e cumprir o plano. Assim que homologado pelo juízo, iremos dar sequência na venda dos dois Curtumes e de uma planta Frigorífica via UPIs. Além disso, estamos trabalhando com a venda de duas fazendas para pagar credores extraconcursais”, pontuou.  

 
Desde a suspensão o Frigorífico fez todo o trabalho para atender as exigências legais e sanitárias e assim reconquistar o mercado chinês. Com a retomada da exportação, o frigorífico volta a abater em sua capacidade plena de 600 cabeças por dia, e aumentando gradativamente durante seis meses até chegar a 1,2 mil cabeças por dia. 
  
Com dívidas de R$ 270 milhões, o Grupo teve seu plano de recuperação judicial aprovado no dia 13 de março, em Assembleia Geral de Credores (AGC) com 100% dos votos em três classes e 98,6% de votos na quarta classe. O plano prevê a venda de duas Unidades Produtivas Isoladas (UPIs) para pagamento das dívidas da recuperanda.  Entre as UPIs estão o curtume Jangada e curtume Araputanga que servirão também para injetar recursos no caixa da empresa.  
  
A China é o principal destino da carne bovina brasileira, sendo responsável por 60% do total dos embarques para o exterior. O país estava sem comprar a proteína brasileira desde 22 de fevereiro, quando um caso atípico de mal da vaca louca foi detectado em pequena propriedade no sudeste do Pará.  
  
Histórico  
A 1ª Vara Cível de Cuiabá, aceitou em abril de 2022 o pedido de recuperação judicial solicitado pelo Grupo Redenção, com passivo superior a R$ 270 milhões.    
  
A recuperação envolve treze empresas ligadas à agropecuária e chega a um valor de aproximadamente R$ 650 milhões, quando levados em consideração os créditos concursais e extraconcursais.   
  
O grupo, que atua há 38 anos no mercado, começou com o frigorífico Araputanga S.A, no segmento de industrialização, importação e exportação de bovinos, suínos e seus derivados. A companhia cresceu e expandiu os negócios para outras regiões do Mato Grosso e em estados do país, diversificou suas atividades e hoje reúne frigoríficos, curtumes e PCHs. 
 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Quer anunciar e
posicionar melhor
sua marca?
Clique para
divulgar já!🤝
Atendimento
Fale conosco pelo WhatsApp agora!