04/08/2023 às 12h14min - Atualizada em 05/08/2023 às 00h01min

Startup une inteligência artificial em banco de dados grafos e apresenta soluções para nuvem

Plataforma de tecnologia pode potencializar diferentes serviços de monitoramento de dados

Giulia Alecrim


Neo4j, líder mundial e criadora da categoria de banco de dados grafos, apresentou suas soluções em tecnologia para uso em nuvem no AWS Summit 2023, maior evento de aprendizado de nuvem do país, no dia 03 de agosto, no Transamérica Expo Center, em São Paulo. A startup sueca, que também é uma das patrocinadoras do evento, esteve presente no estande B13, próximo ao Auditório das Startups, onde fez demonstrações sobre o uso da plataforma em nuvem e demais funcionalidades, podendo atuar como potencializadora de soluções que utilizam a inteligência artificial, como o ChatGPT.
 

Presente pelo segundo ano consecutivo na edição brasileira do evento, a Neo4j é parceira da primeira linha da AWS (Amazon Web Services) desde 2013, quando as soluções Aura DB e Aura DS ficaram disponíveis no marketplace da AWS - plataforma utilizada por mais de 40% dos clientes da Neo4j. O AuraDB é a maneira mais fácil de desenvolver aplicações inteligentes na nuvem, por meio de grafos orientados por inteligência artificial e escalabilidade. Já o Aura DS inclui acesso a mais de 65 algoritmos grafos em um único espaço de trabalho para que os cientistas de dados possam testar aplicações mais rapidamente.
 

“Vivemos em um mundo cada vez mais hiperconectado e queremos ajudar corporações a explorarem bilhões de pontos de dados em segundos, identificar conexões ocultas e gerar visualizações mais simplificadas para as tomadas de decisões”, afirma André Serpa, Vice-Presidente da América Latina para Neo4j. Além do executivo, o diretor de vendas para enterprises, Paulo Farias, e o diretor de vendas para o setor público, Gustavo Guimarães, também estarão presentes no evento.
 

Diferentemente dos bancos de dados relacionais, que funcionam em formato de tabela, o banco de dados grafos enfatiza as conexões entre os dados, e funciona da mesma forma que seres humanos formam um pensamento - por meio do cruzamento de informações. Consequentemente, a plataforma, capaz de ainda aplicar inteligência artificial no grafo, facilita consultas complexas e análises de padrões.
 

“O caminho percorrido por empresas atualmente exige demasiado recurso, tempo e experiência - primeiro analisam um conjunto de dados, depois transferem para um modelo em python, treinam esse modelo em um conjunto de dados, e aplicam a uma base para testar a solução - isso por meio de diferentes plataformas. Por meio da aplicação de IA, fazemos isso de maneira consolidada e simplificada, sendo capaz de resolver diversos problemas que exijam o cruzamento de dados e informações para solucionar uma investigação criminal, financeira ou trajetória de logística de uma carga. Nosso algoritmo pode ser aplicado em qualquer instância”, explica Gustavo Guimarães.
 

A possibilidade de aplicação de IA feita pela Neo4j pode, ainda, potencializar soluções como o ChatGPT, desenvolvido por meio do modelo amplo de linguagem, que funciona como um cálculo probabilístico. A partir da frase enviada, o programa busca um conjunto de associações que sejam mais prováveis para responder. Mas ele sofre “alucinações” - conceito de resposta inválida ou errônea, como informa Gustavo. “Para evitar que isso aconteça, é necessário aplicar o grafo de conhecimento, pois ele não permite que respostas sem contexto sejam feitas, além de aumentar a precisão e confiabilidade da informação”, finaliza

Notícias Relacionadas »
Quer anunciar e
posicionar melhor
sua marca?
Clique para
divulgar já!🤝
Atendimento
Fale conosco pelo WhatsApp agora!