16/08/2023 às 14h45min - Atualizada em 17/08/2023 às 00h01min

Mostra

Núcleo Caboclinhas

Redação
João Caldas Fº


 

Núcleo Caboclinhas faz mostra de repertório gratuita no Centro Cultural da Penha entre agosto e outubro

 

Grupo apresenta espetáculos Cora, Doce Poesia; Criança que canta também dança; Letras Perambulantes; Vidma, a menina trança-rimas e Bem do seu Tamanho


Conhecido por adaptar textos literários de autores brasileiros para o universo infantojuvenil, o Núcleo Caboclinhas apresenta quatro espetáculos de seu repertório, além de um show cênico, em uma mostra no Centro Cultural da Penha, entre 6 de agosto e 1º de outubro. Todas as apresentações são gratuitas e têm interpretação simultânea em LIBRAS.

Ao longo de seus 16 anos de existência, o grupo montou 21 trabalhos baseados nas obras de grandes nomes da nossa literatura nacional como: Tatiana Belinky, Rolando Boldrin, Patativa do Assaré, Ana Maria Machado, Guimarães Rosa, Cora Coralina e outros.

O Núcleo Caboclinhas é formado pelas atrizes Aline Anfilo, Geni Cavalcante, Giuliana Cerchiari e Luciana Silveira.

Em 2023, foi contemplado com a 39ª Edição do Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo, da Secretaria Municipal de Cultura, por meio da qual realiza a Mostra de Repertório. O projeto ainda conta com apoio do Centro Cultural da Penha.


Confira abaixo a programação completa:

 

6/8, domingo, às 16h 

“Cora, doce poesia”, sobre a vida e a obra da poeta goiana mais conhecida como Cora Coralina.  A vida simples, os versos, as flores, os doces e as lições de vida de Cora Coralina estão impressos nesta singela homenagem à poetisa goiana Ana Lins dos Guimarães Peixoto Brêtas. A trajetória de sua vida, desde a infância até sua velhice, é contada e cantada com muito lirismo, muita música e muita poesia pelas atrizes do Núcleo Caboclinhas.

Indicado no Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem 2017 na categoria Melhor Cenário e Melhor Texto Original, além de ser premiado pelo Conjunto de Atrizes no XXXIX Festival Nacional de Teatro Profissional de Pindamonhangaba (FESTE), e Prêmio Especial do Júri pela Pesquisa Biográfica. 

Duração: 60 minutos

Classificação: livre

Indicação etária: de 7 a 17 anos

 

3/9, domingo, às 16h 

“Criança que canta também dança”, show de ritmos populares brasileiros, como, coco, carimbó, ijexá, caboclinhos, ciranda  - entre outros, criado a partir de um repertório de canções sobre mitos folclóricos como curupira e saci-pererê, compostas pela cantora e compositora Hilda Maria. 

Duração: 60 minutos

Classificação: livre

Indicação etária: a partir de 4 anos.

 

10/9, domingo, às 16h 

“Letras Perambulantes”, sobre a vida e a obra do poeta cearense Patativa do Assaré. Nesta adaptação, figuras reais que fizeram parte da vida do poeta se juntam à personagens fictícios que, entremeados por uma seleção musical, contam de forma leve, lúdica e original a história de Patativa. 

Premiado no XXXVII Festival Nacional de Teatro de Pindamonhangaba nas categorias Melhor Atriz, Melhor Cenário e Melhor Trilha Sonora Original. 

Duração: 60 minutos

Classificação: livre

Faixa etária: de 8 a 17 anos

24/9, domingo, às 16h 

“Vidma, a menina trança-rimas”, da obra original da autora Tatiana Belinky e adaptado para o teatro pelo grupo e pelo diretor do espetáculo Gira de Oliveira. 

Vidma é uma menininha que mora em um lugar muito frio com sua família. Cheia de criatividade e apaixonada pelo mundo das bruxas, sempre encontra uma brecha para declamar poemas divertidos e limeriques de diversos bruxos e bruxas que já conheceu em seus pensamentos. Mas essa menina tem apenas uma certeza: a de que sua mãe é uma bruxa!

Principalmente quando experimenta sua sopa e chega a conclusão de que a comida só pode ser uma receita de bruxa. Só que mexer com bruxa pode ser uma brincadeira muito perigosa... E é esta receita “mágica” que a faz viajar para outro lado do oceano e viver diversas aventuras com figuras excêntricas e engraçadas.

Indicado ao Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem 2015 na categoria Melhor atriz-coadjuvante. Premiado no XXXVIII Festival Nacional de Teatro de Pindamonhangaba por Melhor direção e Melhor trilha sonora. 

Duração: 60 minutos

Classificação: livre

Indicação etária: de 4 a 8 anos.

 

1/10, domingo, às 16h 

“Bem do seu Tamanho”, da renomada autora infantil Ana Maria Machado e adaptado para o teatro pelo dramaturgo Evill Rebouças.

Pequena demais para escutar a conversa de adulto ou bem grandinha para chegar em casa com a roupa toda suja? Qual seria, afinal, o verdadeiro tamanho da menina Helena? É a partir dessas situações que Helena começa a questionar o seu tamanho e o tamanho das coisas.

Para tirar a dúvida, a menina sai pelo mundo com Bolão - seu Boi de Mamão feito do mamoeiro do quintal da sua casa - e encontra amigos que hora irão ajudá-la, hora irão confundi-la mais ainda. No final dessa aventura, a menina Helena, junto com seu Boi de Mamão, tem uma grande revelação.

Indicação ao Prêmio FEMSA 2013 nas categorias Melhor Trilha Sonora e Melhor Texto Adaptado. Premiado nos festivais: XXXVI Festival Nacional de Teatro de Pindamonhangaba (2 categorias); XI Festival Nacional de Teatro da Amazônia (4 categorias) e FIT Bahia 2014 (7 categorias). 

Duração: 60 minutos

Classificação: livre

Indicação etária: de 4 a 12 anos.


 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U

Notícias Relacionadas »
Quer anunciar e
posicionar melhor
sua marca?
Clique para
divulgar já!🤝
Atendimento
Fale conosco pelo WhatsApp agora!