16/08/2023 às 13h00min - Atualizada em 17/08/2023 às 00h02min

Equipamentos que contribuem para reduzir barreiras do mundo digital para PcDs

Tecnologias assistivas (TAs) buscam realizar funções como dar descrições e fazer traduções simultâneas em Libras

a
istock/inside-studio


Uma preocupação da sociedade atual é agregar as tecnologias a setores como saúde, educação e economia para tornar a vida das pessoas mais prática e desburocratizada. Levando em conta que a inclusão digital de cidadãos com deficiência ainda é um desafio, desenvolvedores de novas tecnologias têm criado objetos para diminuir essas barreiras.

 

O ramo que tenta eliminar as dificuldades tecnológicas das Pessoas com Deficiência (PcDs) ou mobilidade reduzida é chamado de tecnologia assistiva (TA). Além de algumas inovações que são vistas no dia a dia, como semáforos sonoros e corretores automáticos de teclado, alguns objetos surpreendentes já foram desenvolvidos no setor de TA. Confira alguns deles.

 

Anel de leitura


Na falta de tradução de alguma obra literária para o braile, os textos poderão ser lidos em voz alta pelo “FingerReader”, um anel leitor de textos, desenvolvido pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). 

 

O dispositivo ainda está em desenvolvimento, por isso não há uma previsão exata de quando deve ser lançado no mercado. 

 

Tradutor de Libras

 

Pessoas surdas também podem traduzir comunicações em Língua Brasileira de Sinais (Libras) para o idioma sonoro dos ouvintes, e vice-versa. O aplicativo Hand Talk conta com a ajuda do personagem chamado Hugo para fazer as traduções que são simultâneas. 

 

A ferramenta, também chamada de dicionário, está disponível para Android, por meio do Google Play Store, e também para iPhone, por meio da Apple Store. O site do Hand Talk  informa que o app já foi baixado por mais de 5 milhões de pessoas.

 

Teclado em braile

 

Para que as pessoas com deficiência visual encontrem os aplicativos que ajudam a se sentirem incluídos digitalmente, precisam também ter aparelhos que ajudem nessa inclusão. Um exemplo é um celular em braile lançado pela OwnFone, que tem teclas em alto relevo.

 

O aparelho, feito por meio de impressão 3D, já está disponível para venda e custa aproximadamente R$ 270.

 

Mouse com maior mobilidade

 

O aparelho chamado de Headmouse é um mouse virtual para pessoas que não têm mobilidade nos braços. Substituindo o equipamento tradicional, essa nova versão utiliza outros movimentos, como o da cabeça, para navegar na internet. 

 

O dispositivo está disponível para download gratuito e requer apenas a instalação de uma webcam USB.

 

Guia de estabelecimentos acessíveis

 

Outra dificuldade enfrentada por pessoas com mobilidade reduzida, principalmente aquelas que usam cadeiras de roda, é encontrar estabelecimentos que tenham todas as condições para recebê-las. O app Guia de Rodas surgiu para reduzir o estresse da procura por esses lugares. 

 

Para indicar os locais mais adaptados, o Guia de Rodas se baseia na experiência relatada por usuários, o que estimula os fãs do app a ajudarem a mapear a acessibilidade na cidade em que vivem.

 

Descrição de objetos

 

Poder ver por meio de uma descrição detalhada de pessoas e objetos é um grande apoio para quem tem deficiência visual, no entanto nem sempre há voluntários capacitados para fazer isso. O aplicativo Seeing AI cumpre essa função com a ajuda da câmera do smartphone.

 

O app dá relatos detalhados sobre textos, cores, documentos, legendas de fotos e até mesmo expressões faciais. 

 

Além do digital: acessibilidade nos ambientes domésticos

 

A acessibilidade no ambiente doméstico é fundamental para reduzir barreiras e proporcionar maior autonomia e qualidade de vida às pessoas com deficiência. Tornar a casa acessível envolve a implementação de soluções que facilitem a locomoção, comunicação e interação no dia a dia. 

 

Além das inovações mencionadas acima, é importante explorar adaptações residenciais como rampas de acesso, corrimãos, sistemas de automação residencial controlados por voz, interruptores táteis e dispositivos de segurança específicos para pessoas com deficiência – essas instalações podem ser realizadas com o auxílio de ferramentas elétricas, facilitando a reforma nos ambientes, por exemplo.


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U

Notícias Relacionadas »
Quer anunciar e
posicionar melhor
sua marca?
Clique para
divulgar já!🤝
Atendimento
Fale conosco pelo WhatsApp agora!