23/11/2023 às 14h40min - Atualizada em 27/11/2023 às 00h03min

Rivaldo comenta sobre as derrotas do Brasil nas Eliminatórias: "A situação do Brasil não é normal"

O pentacampeão falou sobre a série negativa de jogos da Seleção Brasileira contra a Argentina e Colômbia no qualificatório para a Copa do Mundo e deu seu palpite sobre qual o time favorito ao título do Brasileirão 2023

Carlos Silva
Betfair


A Seleção Brasileira termina 2023 com uma marca negativa. Com as derrotas para Colômbia e Argentina, caem dois tabus: pela primeira vez o Brasil perdeu um jogo em casa nas Eliminatórias - até então era a única seleção com esse retrospecto -, e sofreu sua primeira derrota na história para a Colômbia nessa competição. Em entrevista exclusiva à Betfair, o craque Rivaldo afirmou que “não é normal” a situação pela qual passa a Seleção.

Rivaldo analisou a situação de Fernando Diniz, treinador interino da Seleção até junho de 2024. “Tem que decidir se ele vai seguir ou não vai seguir, se vai chegar o treinador estrangeiro ou não para a Seleção Brasileira, para dar tranquilidade. Se é o Diniz que vai seguir, isso ajuda a dar tranquilidade para o treinador fazer o seu trabalho”, afirmou o craque à Betfair.

O embaixador da Betfair ainda destacou que a incerteza gerada pela eventual chegada do técnico italiano Carlo Ancelotti em 2024, enquanto Fernando Diniz segue como interino, pode ser um fator determinante para os resultados desfavoráveis da Seleção Brasileira neste início das Eliminatórias.

“Não é normal o Brasil perder três jogos seguidos, acho que é a primeira vez na história, e quatro jogos sem ganhar. Precisamos de estabilidade nesse momento. O treinador do Real Madrid nunca anunciou que iria para a Seleção Brasileira. Então isso está um pouco bagunçado, e não é normal. O Brasil ainda não sabe o que vai acontecer no futuro e isso dificulta para os jogadores também. A situação está ruim, pois o presidente da CBF tem que tomar essa decisão o mais rápido possível para definir essas questões", analisou o pentacampeão, embaixador da Betfair.

O craque relembrou como foram as Eliminatórias em 2001, um ano antes do título da Copa do Mundo, quando o Brasil terminou em terceiro e o torcedor brasileiro tinha dúvidas sobre a Seleção. 

“O povo brasileiro quer ser campeão do mundo novamente. E é claro que todo mundo se assusta com o Brasil perdendo jogos. Mas em 2001, quando a gente foi para a Copa de 2002, perdemos em casa. E as pessoas tinham dúvida se a gente ia ser campeão ou não. O importante foi chegar à Copa do Mundo, independente de que colocação chegue. Chegamos em terceiro nas Eliminatórias e fomos campeões”, finaliza.

 

Quem leva o Brasileirão?

Na entrevista à Betfair, Rivaldo também deu sua opinião sobre a reta final do Brasileirão, que possui seis equipes disputando o título nacional de 2023. “Essa reta final será muito emocionante no Campeonato Brasileiro. Acredito que pela experiência e por se encontrarem durante a temporada o Palmeiras é o favorito, mas vejo o Botafogo ainda mantendo a liderança e se consolidando como favorito.”

De acordo com o craque embaixador da Betfair, a chegada de Tiago Nunes como treinador da Estrela Solitária poderá trazer a força que o clube precisa para conquistar o título. 

“Eu acho que sempre é boa a mudança. O clube precisa desse treinador novo que vai incentivar e dar aquela força que o Botafogo precisa para essa reta final do campeonato. O Botafogo tem cinco jogos e tem tudo para fazer boas partidas e levar seu esperado título nacional”, finaliza Rivaldo em entrevista à Betfair.

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U

Notícias Relacionadas »
Quer anunciar e
posicionar melhor
sua marca?
Clique para
divulgar já!🤝
Atendimento
Fale conosco pelo WhatsApp agora!