29/11/2023 às 16h40min - Atualizada em 30/11/2023 às 00h01min

Cuidar da saúde dos caminhoneiros - a importância do Novembro Azul

*Por Melodivo Teixeira, CEO da QueroTruck

NB Press
NB Press


O transporte rodoviário realizado por caminhões desempenha um papel fundamental na economia brasileira. No entanto, a profissão é desafiadora. Por diversas vezes, demanda longas horas na estrada, o que pode ocasionar hábitos de vida irregulares e poucas oportunidades para cuidar da própria saúde. O Novembro Azul não só destaca a conscientização contra o câncer de próstata, mas também enfatiza a necessidade dos exames preventivos e de estabelecer uma rotina mais saudável.

O câncer de próstata é o mais incidente nos homens. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), até o final de 2023, cerca de 70 mil brasileiros serão diagnosticados com a doença. Há ainda outros problemas que podem afetar os profissionais, como doenças cardiovasculares, diabetes e obesidade.

Os motoristas enfrentam um dia a dia de trabalho que favorece o desenvolvimento de enfermidades. A falta de opções saudáveis nas estradas e a conveniência de fast food levam a uma dieta rica em gorduras e açúcares e pobres em nutrientes. Além da natureza sedentária do ofício, ficar numa mesma posição durante muitas horas também pode contribuir para implicações na saúde. A pressão para cumprir prazos apertados pode resultar em falta de sono adequado, o que afeta o bem-estar e a capacidade de reação do motorista. O estresse das longas viagens ainda pode influenciar alguns profissionais a recorrerem ao tabagismo e ao consumo de álcool e drogas como mecanismos de compensação.

Por uma rotina mais saudável

Neste contexto, o Novembro Azul é a chance de olhar para si, não apenas fazendo os exames preventivos do câncer de próstata, como também incluindo outros cuidados. É possível se manter saudável em meio ao trabalho diário nas estradas. O indicado é que o caminhoneiro priorize a ingestão de alimentos como frutas, verduras e legumes.

Para um descanso apropriado, é preciso programar paradas regulares, cuidados pessoais e descompressão do corpo e da mente. Outro ponto fundamental é buscar estar em contato com amigos e familiares que contribuam para o relacionamento interpessoal e realizar acompanhamento profissional com psicólogo ou psiquiatra, caso necessário. É importante ressaltar também, evitar o uso de álcool, drogas e remédios sem prescrição médica.

Mais incentivo

Para facilitar o acesso dos caminhoneiros a exames e informações de saúde, é necessário que os empregadores promovam programas de bem-estar e prevenção. Neste sentido, envolve-se também o governo e os órgãos reguladores alinhando diretrizes e políticas públicas que devem auxiliar no reforço ao incentivo do autocuidado.

O acesso à informação é um ponto chave para auxiliar na promoção da conscientização.  Um exemplo efetivo é o Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest-Senat), instituição que oferece treinamentos, consultas, esporte e lazer para caminhoneiros de forma gratuita.

*Melodivo Teixeira é CEO da QueroTruck, plataforma fomentadora de negócios relacionados à compra e venda de caminhões e implementos rodoviários, novos e seminovos.

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U

Notícias Relacionadas »
Quer anunciar e
posicionar melhor
sua marca?
Clique para
divulgar já!🤝
Atendimento
Fale conosco pelo WhatsApp agora!