26/02/2024 às 13h05min - Atualizada em 27/02/2024 às 00h03min

Xô, Dengue! Telhanorte Tumelero dá 9 dicas de pequenos reparos no lar para evitar a proliferação do mosquito

O número de casos prováveis de Dengue no país se aproxima de 800 mil somente em 2024, por isso pequenos reparos no lar podem fazer a diferença

Fernanda Julião
Assessoria de Imprensa / Telhanorte Tumelero
Divulgação


O Brasil enfrenta graves problemas com uma nova proliferação de mosquitos, incluindo o Aedes aegypti, transmissor da dengue. Segundo dados disponibilizados pelo Ministério da Saúde, O Brasil registrou na última sexta-feira (23), o total de 762.545 casos prováveis de dengue em 2024. Por isso, são necessárias medidas que visem eliminar possíveis criadouros. A Telhanorte Tumelero, uma das principais redes de materiais de construção do Brasil, destaca 9 dicas de pequenos reparos no lar para reduzir o risco de mosquitos da dengue ser o vilão da família.
Manutenção de Ralos:
Uma medida preventiva é instalar telas nos ralos para impedir que os mosquitos depositem ovos. Além disso, é importante manter os ralos limpos, removendo detritos que possam acumular água.
Plantas e Vasos:
A dica é evitar pratos nos vasos de plantas, pois podem acumular água e manter os pratos dos vasos secos ou utilizar areia para evitar a acumulação de água.
Iluminação:
Os mosquitos são atraídos pela luz, por isso a melhor opção são lâmpadas que não atraem insetos, como as de tonalidade amarela.
Manutenção do Jardim:
É importante manter o jardim limpo, removendo folhas e detritos que possam acumular água. É necessário ainda evitar o acúmulo de água em pratinhos de vasos de plantas.
Piscinas:
A melhor alternativa é manter a piscina sempre limpa, mesmo sem uso. Usar cloro para tratar a água e filtrar periodicamente será essencial.
Falhas nos rebocos:
Caso seja possível identificar falhas nos rebocos, a dica é consertar e nivelar toda a imperfeição em pisos e locais que possam acumular água.
Calhas limpas:
Calhas entupidas podem acumular água parada, tornando-se um criadouro ideal para os mosquitos. Logo, a limpeza da calha deve ser realizada regularmente para evitar esse problema.
Umidade do ar nos ambientes:
Além de evitar os focos de água parada, é importante evitar umidificar o ambiente. Um quarto muito úmido favorece o crescimento de fungos, ácaros e a reprodução do Aedes aegypti.
Aposte nas plantas:
Há algumas plantas que praticamente funcionam como repelentes contra mosquitos e tornam os ambientes menos propícios para os insetos menos desejados deste momento. As espécies lavanda, citronela, hortelã e alecrim são alguns exemplos e que podem ser encontradas no mercado.

 
 
Notícias Relacionadas »
Quer anunciar e
posicionar melhor
sua marca?
Clique para
divulgar já!🤝
Atendimento
Fale conosco pelo WhatsApp agora!